Aniversário Infantil
Produtos e Serviços

A LUZ - ONDE TUDO COMEÇA - Para que possamos compreender esse fenômeno da câmara escura, é necessário conhecer algumas propriedades físicas da luz. A luz é uma forma de energia eletromagnética que se propaga em linha reta apartir de uma fonte luminosa. Quando um desses raios luminosos incide sobre um objeto, que possui superfície irregular ou opaca, é refletido de um modo difuso, isto é, em todas as direções.
O orifício da câmera escura, quando diante desse objeto, deixara passar para o interior alguns desses raios que irão se projetar na parede branca. E como cada ponto iluminado do objeto reflete os raios de luz desse modo, temos então uma projeção da sua imagem, só que de forma invertida e de cabeça para baixo.Como cada ponto do objeto corresponde a um disco luminoso, a imagem formada possui pouca nitidez, e a partir do momento em que se substitui a parede branca pelo pergaminho de desenho, essa falta de definição passou a ser um grande problema aos artistas que pretendiam usar a câmera escura na pintura.

 

Antes da fotografia só existiam duas opções para se "congelar" a imagem de uma pessoa ou de uma paisagem: guardando-a na mente ou pedindo a um pintor que fizesse um retrato.
O francês Joseh Nicephore Niepce foi quem conseguiu pela primeira vez registrar uma paisagem sem pintá-la, em 1826. Foi a primeira "foto"! Não existia o filme ainda: a imagem foi registrada numa placa de vidro com o auxilio de uma câmera escura.
Essa foto demorou 14 horas para ser registrada.Por volta de 1830, Niepce passou a trabalhar com seu amigo Louis Jacques Mandé Daguerre, que acabou inventando a primeira máquina fotográfica. O "daguerreotype" exigia "apenas" 30 minutos de exposição da imagem à luz, sendo um grande avanço para o projeto original da Niepce. Seu invento foi anunciado em 19 de agosto de 1839 ficando esta como a data da invenção da fotografia.Já a fotografia em série surgiu em 1872 pelo fotógrafo inglês Muybridge. Após tantos anos de evolução, com a criação do processo instantâneo ( Polaroid) e com as máquinas de revelação colorida, atualmente temos técnicas avançadas na revelação,no tratamento e até na criação de imagens. Mesmo com a chegada das fotografias digitais, só podemos concluir que a arte de fotografar nunca perderá seu encanto e magia.

A DESCOBERTA ISOLADA DA FOTOGRAFIA NO BRASIL

O francês de Nice, Antoine Hercules Romuald Florence, chegou ao Brasil em 1824, e durante quase 50 anos viveu na Vila de São Carlos. Morreu em 27 de março de 1879, na então já chamada Campinas, e aplicou-se a uma série de invenções.
Entre 1825 e 1829, participou como 2o desenhista de uma expedição científica chefiada pelo Barão Georg Heirich von Langsdorff, cônsul geral da Rússia no Brasil. De volta da expedição, Florense casou-se com Maria Angélica Alvares Machado e Vasconcelos, em 1830.
Em 1830, diante da necessidade de uma oficina impressora, inventou seu próprio meio de impressão, a Polygraphie, como chamou. Seguindo a meta de um sistema de reprodução, pesquisou a possibilidade de se reproduzir pela luz do sol e descobriu um processo fotográfico que chamou de Photographie, em 1832, como descreveu em seus diários da época anos antes da Daguerre. Em 1833, Florence fotografou através da câmera escura com uma chapa de vidro e usou um papel sensibilizado para a impressão por contato. Enfim, totalmente isolado e sem conhecimento do que realizavam seus contemporâneos europeus, Niépce, Daguerre e Talbot, Florence obteve o resultado fotográfico.

A fotografia não tem um único inventor, ela é uma síntese de várias observações e inventos em momentos distintos. A primeira descoberta importante para a fotografia foi a Câmara Escura. O conhecimento do seu princípio ótico é atribuido, por alguns historiadores, ao chines Mo Tzu no século V a.C., outros indicam o filósofo grego Aristóteles (384-322 a.C.) como o responsável pelos primeiros comentários esquemáticos da Camera Obscura.

Olha o passarinho!!! Diga "xis"

Galeria de Fotos  |   Eventos Realizados  | Dicas para Festa  | Divirta-se On-Line | Fale Conosco

Edson Bolgheroni - edson@bolghflash.com.br